Em tempos de pandemia e afastamento social, manter-se saudável deve ser a prioridade número um. Nesse cenário, temas como alimentação e planejamento do menu para manter a imunidade precisam estar em pauta.

No cenário atual, muita gente tem passado por estresse, ansiedade e preocupação. E esses são fatores que comprovadamente afetam a nossa imunidade, nos deixando mais expostos a doenças.

O novo Covid-19 é também é uma doença para a qual ainda não temos anticorpos, e por isso é fundamental que estejamos fortes e com nossa imunidade em dia. E para ajudar o nosso corpo a se proteger, uma alimentação balanceada é fundamental.

Como organizar o menu para manter a imunidade
Organizando o Planejamento do Menu Para Manter a Imunidade

A Importância de Planejar Suas Refeições!

Como estamos quase todos cumprindo quarentena, as saídas de casa devem ser evitadas ao máximo e, por isso, é muito importante que antes de ir ao supermercado você planeje cuidadosamente o cardápio. Com isso você consegue comprar tudo o que for necessário e evita saídas desnecessárias.

Esse planejamento é fundamental para que você consiga manter uma alimentação balanceada para você e toda a sua família. Com o cardápio em mente, você evita apelar para saídas como salgadinhos ou macarrão instantâneo, por exemplo – que na saúde não ajudam em nada.

De acordo com a preferência da sua família, monte um menu completo para todas as refeições, para uma ou duas semanas (dependendo do tamanho da sua geladeira e despensa).

O Primeiro Passo É: A Lista De Compras

Pense nos pratos preferidos de sua família e vá listando. Que tal separar por dias? Por exemplo, terça-feira comida oriental, sexta-feira feijoada, e por aí vai. Depois anote tudo que é preciso para cozinhar cada um deles.

Não esqueça de colocar na lista os itens para cafés da manhã e lanches, também. Ah, você pode ainda fazer sobremesas com frutas, chocolate amargo e nozes, castanhas e amendoim. Um docinho sempre cai bem nesses momentos de tensão e incerteza, não é mesmo?

Dicas Para Otimizar a Alimentação e O Tempo

Eu sei que passar tanto tempo cozinhando dá trabalho e exige criatividade. Por isso, crie o hábito de sempre fazer mais. Veja alguns exemplos do que faço aqui em casa:

Congelar:

Quando eu faço carne moída, por exemplo, faço muito de uma vez só e depois congelo em porções que podem ser usadas em outros pratos, é muito prático. Na hora do feijão também vale!

Fazer em dobro:

Da mesma forma que o exemplo anterior, o mesmo vale para opções como frango, pães, ou pratos que utilizem o forno: quem assa um, assa depois. Depois você congela ou reutiliza.

Reaproveitar:

Falando em reutilizar, pra quem cozinha isso é fundamental. Quando você está fazendo um prato, já pode ir pensando no que fazer com as sobras dele. Por exemplo, sobrou frango assado? Pode virar um risoto ou um belo de um sanduíche.

Arroz branco vira bolinho de arroz e feijão pode se transformar em hambúrguer. O que vale é usar a criatividade.

Mas acima de tudo, o importante é sempre ter tempo e ingredientes para uma alimentação com comidade de verdade, que alimente o corpo e fortaleça a imunidade.

No momento que estamos vivendo, é fundamental cuidar da alimentação, da sua saúde e da sua família. E não se esqueçam: fiquem em casa! Quanto antes contivermos o Covid-19, mais rapidamente voltaremos à vida normal.

Similar Posts

2 Comments

  1. Ivana Costeira says:

    Concordo, e aqui em casa sempre procuro fazer isso, independente da pandemia.
    Normalmente faco um cardapio, mesmo que nao o siga a risca. As vezes a criatividade vem, e os pratos mudam. Amo cozinhar.
    Mas minha lista de compras, ja a muitos anos e feita em funcao de alguns pratos pensados antes de ir ao supermercado.

  2. O planejamento do menu é muito importante para facilitar a vida da dona de casa e não ter desperdícios .

Leave a Reply

Your email address will not be published.