Olá!

Hoje estou passando por aqui para compartilhar com vocês um assunto não muito agradável mas necessário, visto a constância com a qual essa situação tem se repetido.

Eu atuo como profissional de organização desde 2010, como consultora para empresas na nossa indústria e como instrutora de profissionais desde 2014. Eu tomo cada uma dessas atividades como uma responsabilidade.

Sempre foi com enorme prazer que compartilhei, entreguei e abasteci meus clientes, alunos e a comunidade brasileira de organização profissional com conteúdos baseados na minha experiência no mundo corporativo internacional, em minha formação formal em Marketing, MBA de Gestão de Negócios e em Organização Profissional, dezenas de cursos livres e certificados, e claro, de 10 anos como personal organizer. 

Ser instrutora, professora e mentora de organizadoras profissionais nunca foi apenas sobre ganhos financeiros – a taxa do dólar não mente-, mas sim, uma missão para mim; algo que sempre trouxe à tona o propósito de ajudar outras mulheres a construir suas carreiras em algo tão sensível e importante como a organização profissional. 

Profissionais que através de seus talentos podem prover suas famílias, que possibilitam que inúmeros indivíduos e famílias encontrem mais bem-estar, saúde e produtividade, gerando uma sociedade mais plena, saudável e feliz.

Porém, ao longos dos anos, algumas raras alunas e alguns concorrentes passaram a levar e a usar minha mensagem e conteúdo como seus.

Sempre fui a primeira a motivar as minhas alunas a ampliarem suas fontes de renda para os seus negócios e a buscarem o mundo digital. Eu mentorei a criação e lançamento de produtos de alunas, com muito orgulho delas.

No entanto, já há algum tempo, tem chegado ao meu conhecimento, programas de treinamento para profissionais de organização, idênticos em conteúdo e estrutura ao Profissão: Personal Organizer. 

Há casos em que tais materiais chegam à minha atenção através de alunas ou colegas que reconhecem meu conteúdo, há outros em que eu, ao ler o material ou escutar as aulas de cursos que compro, reconheço a minha linguagem, frases exatas de aulas, vídeos e palestras, termos, exemplos e forma de definir e explicar conceitos, estratégias e práticas.

É evidente que outras profissionais têm o direito de buscar treinamentos como parte do seu negócio, mas não com o meu conteúdo.

Como sempre explico para as minhas alunas, o nosso conteúdo nasce da interseção entre o que estudamos em cursos, aulas e leitura e a extensa experiência prática. É quando internalizamos esse aprendizado que criamos a nossa linguagem, o nosso conteúdo e não somos a repetição do conteúdo alheio com uma “nova versão.”

O Profissão: Personal Organizer e meus cursos (Organização Virtual e outros) têm por objetivo qualificar a aluna a criar, crescer e manter o seu negócio de organização, a ser uma empreendedora em organização. Eles não têm por objetivo ser fonte de inspiração ou informação na criação de cursos ou treinamentos de qualificação profissional, como tenho  observado.

Isto fica claro nos Termos de Uso que todos os alunos (pagos ou gratuitos) aceitam ao se inscreverem e ao fazerem uso do site e que é contrato.

O mundo digital trouxe muitos ganhos para todos nós. Porém, também nos trouxe uma cultura de que “todo mundo tem algo a ensinar dentro de si”, o que é verdade, mas também criou espaço para cursos rasos, sem fundamento, sem estrutura, colchas de retalhos que são a mera repetição do conhecimento alheio.

Se queremos ver a organização profissional reconhecida como profissão, temos que oferecer treinamento profissional da mais alta qualidade, capacitar indivíduos para pensar seus próprios processos e não meramente replicar o que lhes é ensinado sem se questionar. Devemos oferecer valores éticos sólidos, que acreditamos possam elevar a sociedade como um todo. 

Estou compartilhando esta situação contigo, pois ela não afeta apenas a mim. Ela afeta a todos os que fazem parte da nossa indústria, desde o instrutor ao cliente final. O faço em respeito à comunidade que formamos e com base neste mesmo respeito que espero em retribuição.

Neste momento estou coletando materiais e evidências e contratando profissionais para que caso isto seja continuado, possamos buscar todas as ações legais cabíveis com todo o material necessário já organizado.

Eu agradeço a cada uma de vocês pela sua presença nesta comunidade, pelo seu apoio, carinho e a honra de ser parte da sua jornada profissional e da sua vida.

Helena. – Nov, 2020

Atualização do post sobre cópias e inspirações, Jan, 2021.

Similar Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.