Depois de conhecer mais – ou mesmo descobrir – sobre o minimalismo como estilo de vida, eu tenho certeza que você ficou curiosa para saber mais sobre o assunto. E, especialmente, sobre como começar a aplicá-lo em sua vida.

E é exatamente para isso que estou aqui hoje. Para te mostrar como você pode começar a aplicar esta técnica em sua casa, em sua vida e, também, na vida de suas clientes. Está preparada? Então borá iniciar esta jornada.

Minimalismo na prática - Como começar a aplicá-lo? Agora que você já sabe o que é o minimalismo e porque eu gosto tanto dele, descubra como começar a aplicá-lo em sua casa e sua vida!
Agora que você já sabe o que é o minimalismo e porque eu gosto tanto dele, descubra como começar a aplicá-lo em sua casa e sua vida!

Para começar, vamos recapitular uma questão:

O minimalismo trata de viver com menos.

De dar sempre mais atenção às pessoas, aos momentos, às relações e, cada vez menos atenção para as coisas. Como dizem, prestar atenção naquilo que realmente importa.

Outro ponto é lembrar que, se uma coisa está dentro de sua casa, ela precisa ter utilidade. E isso vale para tudo o que você possui: eletrodomésticos, roupas, objetos de decoração, etc.

Mas Helena, então eu terei que me livrar de tudo?

O ideal seria exatamente isso: que você se livrasse de tudo que não tem utilidade. Mas eu sei que não é tão simples assim. Que ainda existem certas coisas que estão envolvidas em alguns apegos, especialmente os emocionais. Esta é uma das questões principais em torno das nossas possessões: o valor que atribuímos a elas.

Por isso, para começar, eu gosto de buscar o “caminho do meio”.

Então, como começar a aplicar o minimalismo no dia a dia?

Como você deve estar imaginando, o primeiro passo é fazer aquela seleção em casa. Repense tudo e vá juntando:

  • Roupas que já não servem mais, não agradam ou com defeitos;
  • Aqueles eletros que nunca – ou quase nunca – foram usados;
  • Objetos que não fazem sentido para você e a família;
  • Entulhos, como papéis antigos ou coisas estragadas que “um dia você iria arrumar”
  • Brinquedos que já não são mais usados;
  • Móveis em excesso (sim, móveis também);
  • E tudo mais que você sentir que está sobrando.

O segundo passo é dar o destino correto para todos estes itens. Você pode doar para instituições ou famílias carentes, tudo aquilo que estiver em bom estado. Assim, além de praticar o minimalismo, você pratica a caridade.

Os itens danificados ou em mau estado você pode separar entre reciclados ou não, e dar o destino final correto.

O sentimento após esta primeira etapa

Depois de executar este primeiro passo – que pode levar dias ou até meses – você vai ver que estará tomada por um sentimento de espaço. Até mesmo de liberdade.

Com a casa mais vazia, a organização (e a limpeza) vai ficar infinitamente mais fácil. As crianças terão mais amplitude para brincar, correr, os armários parecerão mais amplos e a vida mais fluída. Vai por mim.

E esta é apenas a primeira atitude para uma vida minimalista. Como falei anteriormente, você não precisa sair jogando tudo fora. Claro que não. Mas eu aposto que existem dezenas de coisas sobrando na sua casa e elas ocupam muito mais do que o espaço físico delas. Elas ocupam um espaço mental na sua cabeça, pois elas são, de alguma forma, responsabilidades. Comece por elas.

Depois, pouco a pouco, comece a repensar o que ainda está ali. Torne-se uma eterna observadora de si mesma, do seu espaço e da sua vida.

  • Eu realmente uso?
  • Realmente gosto?
  • Tem a utilidade que eu pensei que teria?
  • Por que estou guardando isso há tanto tempo?

Este é realmente um pensamento para a vida e, quanto mais você praticar, mais naturalmente as respostas irão aparecer.

Gostou das dicas de hoje? No próximo artigo sobre o assunto vamos falar sobre como aplicar o minimalismo no armário! E essa questão tem muito pano pra manga!

Por fim, lembre-se que se você quer um curso que a ensina tudo para a personal organizer, confira o Profissão: Personal Organizer!

Inscreva-se!

Venha se Tornar Uma Personal Organizer

No Profissão Personal Organizer® você aprende Marketing, Negócio e Empreendedorismo para criar, promover seu negócio de organização e ser contratada. Click abaixo e comece o curso hoje!

Similar Posts

One Comment

  1. Estou me libertando aos poucos do consumismo desnecessário, que acaba virando uma bagunça de vida, tanto financeiro como na organização do lar. Pra mim foi revelado conhecer o minimalismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.