Hoje eu quero conversar com você sobre um assunto que, felizmente, vem ganhando cada vez mais força no mundo inteiro. O minimalismo.

Você sabe do que se trata, já ouviu falar dele?

Menos.

Para mais liberdade, propósitos, espaço, tempo, saúde (física e mental)

e dinheiro.

Essência, prioridades, o que for mais verdadeiro.

O restante, é excesso, volume e peso. E principalmente, distrações.

O minimalismo tem muito a ver com o desapego, com organização e com um estilo mais leve. Se isso não te interessa, deveria. Afinal, além de proporcionar novos sentimentos positivos na vida de qualquer um, ele pode influenciar bastante em seu trabalho como personal organizer. Vamos falar mais sobre isso?

O que é, exatamente, o minimalismo?

Podemos definir o minimalismo como um estilo de vida que preza pela qualidade das coisas que você tem em sua vida – e não pela quantidade. Além disso, a ideia é que você tenha em casa somente aquilo que seja necessário, aquilo que realmente tenha utilidade. Ah, e o mesmo pode se aplicar à suas relações, rs.

Vamos pensar em nossas residências: Quantos utensílios domésticos temos parados nas gavetas há anos? Quantos lençóis que ficam aguardando ocasiões especiais e nunca deixaram o armário. Quantas roupas que não servem mais, mas ainda assim, insistimos em guardar, pensando no dia que voltarão a entrar?

Percebem?

Todo esse acúmulo gera uma preocupação desnecessária, afinal, quanto mais ‘bens’ você tem, mais preocupado fica em mantê-los à salvo.

E a questão não é ter…

Este é o ponto chave do minimalismo. Umas das frases mais famosas sobre este estilo é basicamente a seguinte: “Imagine uma vida com menos: menos coisas, menos desordem, menos estresse e descontentamento… Agora imagine uma vida com mais: mais tempo, mais relações significativas, mais crescimento, contribuição e contentamento”.

Ou seja, os praticantes deste estilo de vida defendem que você deve dar menos atenção às coisas que tem ao seu redor e, muito mais atenção aos seus relacionamentos, à qualidade do seu dia, ao tempo que te sobra para curtir a vida, etc, etc.

E não faz todo sentido?

Quais são os benefícios do minimalismo?

  • Você ganha mais espaço em toda a casa;
  • Você tem mais tempo, afinal, são menos coisas para arrumar/organizar;
  • Você começa a repensar suas escolhas, elas começam a fazer mais sentido;
  • Sobra mais dinheiro para você gastar em atividades que lhe dão prazer, como cinema, jantares, almoços, viagens, etc;
  • A cada dia você se liberta da ideia de consumo, e isso te torna mais livre.

E o que isto tem a ver com a vida ou carreira de uma personal organizer? Muito!

E nós vamos falar disso mais pra frente. Mas é essencial que você entenda que esta é uma tendência mundial e que você precisa estar preparada para atender clientes minimalistas ou, ainda, ajudar suas atuais clientes a colocarem o desapego em prática!

Não existe uma receita pronta. A ideia inicial é se desapegar das coisas que não têm utilidade e que não fazem mais sentido em sua vida. Não há nada que, obrigatoriamente esteja proibido ou algo que deva ser comprado. Faça tudo a seu tempo. Devagar e sempre.

E quando menos perceber, a vida estará mais leve.

Gostou de conhecer o minimalismo? No mês que vem, eu volto a falar sobre ele com algumas dicas mais práticas sobre o assunto! Ah, e vale lembrar que, na  5ª Conferência Internacional, em que eu estarei participando, este será um dos assuntos principais!

Até a próxima!

PS: Sites que eu amo sobre Minimalismo

The Minimalists

Becoming Minimalist

No Sidebar

Similar Posts

2 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.